Wario Land 4: Parallel World – O Good Ending da franquia

“Tudo aquilo que sou, ou pretendo ser, devo a um anjo: becored0”

– Abraham Lincoln

Boa noite gente. Recentemente, eu terminei todos os Wario Lands (Master of Disguise não considero parte, mas to jogando). Embora a maioria dos jogos sejam meio… duvidosos, eu já falei que foi uma experiência boa. Infelizmente, tho, eu fiquei com um certo vazio, vocês sabem. Agora não tinha mais pra onde ir, não tinha nenhum Wario Land sobrando, como se eu tivesse chegado em um objetivo grande na minha vida (meio dramático). Bem, eu já passei pela fase de sentir essas coisas, então admito que não foi exatamente Wario Land que me causou esses efeitos, foram alguns remédios e minha situação atual. Mas, eu tive umas semanas meio ruins e, em uma delas, passeando pelo Twitter aleatoriamente os tópicos do twitter me recomendaram um tweet, sobre o aniversário de Wario Land 4, que coincidentemente foi logo depois de eu ter terminado tudo lol. O tweet era sobre um hack, feito por uma pessoa chamada Beco, que… bem, eu não sabia o que era. Honestamente eu não sou nova nesse tipo de coisa, eu até imaginei quando vi que o hack seria uma espécie de sequel ou algo assim, mas eu zero Mario 64 uma vez por mês, eu já vi bastante hack assim. Eu gosto bastante da ideia, só que normalmente não me animo muito a jogar, por uma série de motivos (talvez fique claro na review), só que dessa vez desceu algo diferente em mim.

Eu li o tweet, dei like, retweetei, e sem pensar muito eu baixei. Parei tudo que eu tava fazendo pra baixar. Foi meio inconsciente, eu não pensei muito no que me aguardava. Quando baixou, extraí e, se não me engano, tive que patchear também mas eu fiz bem mais rápido do que o normal. Com tudo feito, eu realmente não sei como mas sem planejar nadinha eu só abri o emulador e abri o jogo. Talvez eu só tava tão faminta por Wario Land que deixei de lado todos os meus planos e costumes com jogos, e comecei um negócio totalmente novo como se fosse nada.

Eu joguei a primeira fase com um sorriso de orelha a orelha. Eu tava tão surpresa. Eu escrevi uns pensamentos curtinhos em um retweet do tweet sobre o hack, em inglês, e fui inclusive respondida por um amigo do criador. Eu continuei jogando esse jogo durante um tempo, em um dia inclusive joguei 50% dele direto. Depois de terminar eu tinha certeza que não podia deixar essa experiência só comigo. Essa review talvez seja mais curtinha, justamente pelo propósito do hack em relação a WL4, tem coisa que eu não preciso dizer de novo sobre o jogo original. Mas, curta ou não, é uma coisa que eu preciso escrever.

Esse é meu tributo a um criador visionário e a essa franquia. Talvez não seja a última review sobre Wario Land, mas é o último jogo que eu vou jogar dela, provavelmente. Feliz aniversário, Wario Land 4.

O que é um Mundo Paralelo

Palm Tree Sunset é no pôr do sol, mas ainda é a mesma estética

Parallel World é um redesign completo de todas as fases do jogo, usando os mesmos visuais e estética geral, às vezes mudando algumas coisinhas mas mantendo a mesma música. Como se as fases apenas fossem assim no jogo original, sabe. Mas é diferente de algo como um Ocarina of Time Master Quest, porque as fases embora usem algumas ideias parecidas, são totalmente opostas em design, literalmente fases completamente novas não só superficialmente, mas profundamente. O jogo também adiciona um coletável novo, ou, melhor, contabiliza separadamente um coletável antigo. Agora, diamantes não são apenas dinheiro, mas são contados como coletável separado e adicional. Você vai achar muitos e é muito divertido explorar procurando eles, tem até novos puzzles de canos pra pegar eles, com estética nova e música nova.

Toca uma versão WL4 de SMB1 theme!
Wario Land 3

Além disso, também usa um conceitozinho novo que o jogo não te explica até você chegar na quarta fase. Algumas fases do jogo vão possuir seções onde o Wario vai para “Mundos Paralelos”. Basicamente, fases e lugares de Wario Land 2 e 3. Normalmente eu não gostaria muito da ideia por serem… jogos ruins, mas não atrapalha muito e não é sempre, e quando acontece é mais um nod legal aos jogos. Eu gostaria de fases do 1 e VB também tho, acho que casaria bastante e traria uma vibe legal como se fosse um Wario Land Generations.

Os 3 primeiros bosses receberam alguns tweeks e a luta ficou bem mais única, mas isso não foi feito com os outros. Acredito que no futuro será! Mas não tem tanta importância, a maioria das lutas já eram boas.

As ideias do hack são naturalmente meio simples de se pensar, mas não é exatamente assim. Querer fazer uma coisa dessas não é o mesmo que fazer, na prática, fazer um jogo novo, especialmente esse, tem muita chance de acabar mal. Não precisa só de conhecimento de game design mas um conhecimento aprofundado sobre o jogo pra chegar a um projeto desses. Que bom que é o Beco que tá fazendo né!

Beco é um speedrunner de Wario Land 4, mas não um speedrunner qualquer. Ele é, de fato, o top 1 em 4 categorias, e o conhecimento sobre o jogo que ele tem é insano, e PW deixa isso fortemente transparecer. Ele tem muito amor e carinho pelo jogo e teve o mesmo amor por esse trabalho. Agradeço ao Beco pelo esforço.

Wario Land 5

Eu já disse, de novo e de novo, que collectathons são difíceis, como gênero em geral. E Wario Land 4, em especial, foi além nos riscos e por design é ainda mais difícil do que o gênero já era. Eu fiquei minimamente preocupada antes de jogar PW que ele acabaria caindo nisso. Entender por que Wario Land 4 funciona, por que é divertido, por que todo mundo gosta e como se tornou o melhor no que faz não é uma tarefa fácil. Não é todo mundo que consegue. Já joguei hacks como esse de outros jogos que por não entenderem o jogo original profundamente, se tornaram rasos e sem vida.

Parallel World no entanto, foi uma surpresa agradável demais. Em muitas coisas, é uma continuação perfeita de Wario Land 4, em muitas coisas o melhor da franquia. Eu gostaria de julgá-lo pelos mesmos padrões que julguei o 4, justamente para comparar esses jogos.

Vamos começar com o gameplay de platformer do jogo, o meio pelo qual Wario Land sempre expressou seus outros conceitos, a parte mais superficial. Em um resumo rápido é… melhor que 4, surpreendentemente. Mais rápido, mais dinâmico, mais divertido, com mais ideias únicas e muitas ideias antigas retornando com mais fervor. Ao invés de só tentar ser um jogo ele tenta ser um jogo muito divertido, e o running theme é que PW pega o que o 4 cria e corre com ele muito rápido. É só honestamente maravilhoso.

Os puzzles dessa vez são ainda mais inteligentes e criativos, às vezes usando conceitos e habilidades que você nem sabia que existiam no jogo! Coisas como velocidade de momentum ou as interações que certas transformações tem com o cenário, coisa que zerando o jogo 100% umas 5 vezes você poderia não saber ainda. E, agora, você tem o incentivo a mais pra pegar os diamantes nos puzzles dentro dos canos, afinal eles são contabilizados e coletáveis grandes agora. É cada ideia incrível, com coisas que o jogo original poderia ter feito e não fez.

Uma coisa realmente impressionante desse hack é como ele mostra que o potencial das ideias do 4 é muito maior do que parecia, com certeza não é um jogo mal aproveitado mas tinha tanto mais pra aproveitar ainda. Toda fase de Parallel World é como um “Act 2” das fases do 4, usando toda ideia ao seu máximo de maneiras que as fases originais não usaram. A esse ponto, eu nem duvido que tenha como usar essas ideias ainda mais!

O jogo também adicionou alguns novos jeitinhos de usar inimigos. Primeiro, ele adiciona muito mais, tem muito mais inimigos nas fases, mas colocados de um jeito inteligente. O jogo se deixa ser mais desafiador que o anterior, justamente por causa desses inimigos. Eles são, de fato, desafios, mas também são recursos. A barra de energia do jogo original não era muito importante, mas quando ela enchia te dava um coração. Só não tinha tanta importância apenas porque não tinha muitos inimigos em quantidade, sendo que cada um só dá um pontinho. Nesse jogo, você vai muito frequentemente encher tudo, tanto que até teve mudanças no visual dessa barrinha pra ela se tornar muito mais útil e de fato impactar o jogo. Além disso, os inimigos foram adicionados por um motivo a mais, e talvez mais impactante em um jogo como Wario Land. Dinheiro!

O que sempre foi o pilar da identidade de Wario Land é mais valorizado em PW. Realmente, desde o 1 e VB, dinheiro se tornou algo extremamente secundário na franquia… ainda é, mas pelo menos, se tornou muito mais satisfatório de pegar. O jogo dá um jeitinho de jogar dinheiro em todo canto, e você se sente muito bem recolhendo coisinhas a cada passo, é extremamente satisfatório e faz muito bem pro coração. Por causa disso, adicionar cada vez mais inimigos impacta isso relativamente positivamente, afinal mais inimigos pra derrubar é mais moeda no seu bolso. Isso se torna ainda melhor com os diamantes, que por ter muito mais agora, o dinheiro que você vai pegar triplica (cada um é 1000G). Também tem uma coisinha nova de balanceamento na dificuldade do jogo relacionada a isso, uma mecânica que eu nem sabia que existia no jogo original.

Sério olha isso tudo

Quando o tempo no relógio nas seções de Hurry Up chega a 0, seu contador começa a ser suas moedas. Você vai perdendo elas com o tempo, até não ter mais nada, e esse se torna seu limite pra sair da fase. A música do jogo para e tudo fica preto e branco também. Eu nunca cheguei a 0 em WL4, já cheguei perto mas justamente pra não deixar chegar no 0 eu me jogava rapidamente no Warp. Mas isso é algo muito legal do original que te deixava continuar explorando, com o preço do seu dinheiro, sem te sacanear e te jogar pra fora da fase por um segundo perdido (igual no Shake It). Honestamente não sou tão fã da ideia, já que perder dinheiro em WL4 não significa nada, mas fico feliz que o jogo dê de fato muita chance pra explorar mesmo nessas seções.

E, naturalmente, o PW por ter mais dinheiro, acaba por te incentivar a pegar ele justamente pra ter mais tempo nos Hurry Ups, literalmente adaptando o jogo a cada jogador, pra caso você não tenha achado algo na fase ainda possa continuar procurando, já que todo mundo pensa diferente e vai ter diferenças em como achar as coisas nas fases.

E isso nos leva ao core, a primeira coisa que citei no 4, que deixei pro final aqui. A exploração, a alma perfeita dessa franquia, e o assunto que eu mais toco sempre que abro o Word. Essa era de longe a parte mais preocupante em fazer um hack com essa proposta em cima de WL4. Adaptar a experiência maravilhosa que a exploração do jogo proporciona é uma tarefa acima de difícil. Sem suspense, o jogo entrega tudo perfeitamente… e talvez melhor que o 4.

Tá literalmente do meu lado

Não vou mentir, tem um coletável que eu não peguei. Não faço ideia de como pega o disco de uma fase específica, mas eu já cheguei a ver ele (só fiquei 2 horas e não achei como faz), mas eu perdoo isso, afinal o jogo adicionou… muitos… muitos coletáveis a mais. Os coletáveis principais continuam sendo os mesmos, 4 pedaços de uma pedra, uma chave e os CDs como secundário. Mas, adiciona em torno de 10 diamantes por fase, e nós temos o jogo. Os diamantes são os mais difíceis de achar ao todo, por isso são os menos importantes (afinal, os CDs mesmo sendo secundários, te dão músicas e são listados graficamente ao lado dos outros no menu e no world map, além de terem baús próprios), mas ainda assim, a exploração natural, orgânica e divertida se mantém, mesmo pra eles! É lógico que por serem tantos, alguns eu não consegui achar. Se colocasse mais esforço talvez conseguiria! Mas eu peguei 90% das coisas do jogo então acho que é o suficiente. Só que, honestamente, essa é a cereja do bolo, o bolo em si são os coletáveis principais.

O jogo esconde eles em lugares inteligentes, criativos, mas bem possíveis, se preocupando ao máximo que nenhum jogador seja barrado por coincidência ou acabar não achando algo apenas (vocês sabem, mesmo alguém muito inteligente pode acabar não notando algo aleatoriamente), mas ainda assim não deixa a desejar no fator Encontrar Coisas. Ainda é muito divertido recolher essas coisas, e a dinâmica com os diamantes e CDs combinou perfeitamente, criando muitos estilos de jogo diferente pra diferentes jogadores, e tendo uma diferença bem maior entre a gameplay mais rápida pegando só o essencial e a que quer pegar tudo, que não tinha quase nada de diferença no jogo anterior (afinal, pra pegar tudo no 4 era só pegar os CDs). Mas, mesmo pros diamantes, o jogo mantém-se querendo ser acessível. De fato, eles são mais desafiadores de achar, mas honestamente, o jogo tem tanta tirada inteligente que é meio difícil você não achar naturalmente metade deles, no mínimo.

Caveira sus na passagem secreta

Coisas como paredes pra entrar, coisa que você pode quebrar, é sempre bem mostrada graficamente e por contexto. Tudo que você podia fazer de secreto no jogo original, aqui continua sendo segredo, mas tem algumas diquinhas a mais de todo jeito pra você acabar chegando lá. Também te dá muito mais espaço pra criatividade e achar seus próprios jeitinhos de achar certas coisas, e pelo fato de ter tantos coletáveis, quase todas as suas ideias vão acabar dando certo porque parece que tem algo legal e importante em cada canto e que tudo nesse jogo tem um certo significado pra estar lá.

Todas são azuis, só essa é roxa
Bam!

E isso tudo é aliado com o gameplay básico e puzzles, os maravilhosos controles do Wario ajudam muito também. É uma junção perfeitinha demais dos conceitos e o design do jogo anterior, usados no dobro do seu potencial pra criar uma experiência inesquecível. Sinceramente, se existe um jogo bom, é Parallel World.

O “W” em Diversão

Entrando na Fun Zone

E era esse tipo de design inteligente que eu esperava dessa franquia, e que foi provado pra mim que era possível com World e esse hack incrível. Recordo de Shake It nesse momento pra dizer que não precisa ser o criador de Wario Land 4 pra fazer um Wario Land incrível, e parece que dá até pra ser melhor que o 4, sem precisar ter feito ele. Existe uma relação muito profunda entre o Beco e Wario Land 4, e eu não preciso conhecer ele pra saber disso, ele deixou isso bem claro nesse projeto perfeito.

Wario Land 4 Parallel World melhorou muita coisa do original que não parecia que tinha como melhorar, criou muita coisa nova que eu não sabia que era possível, e apresentou coisas que já existia de maneiras únicas e criativas que eu nunca imaginei. É uma experiência tão divertida que eu me sinto desconfortável de chamar de hack, é um jogo maravilhoso que me deu muitas boas horas de diversão, e põe horas nisso porque todas as fases são o triplo de tamanho do jogo original, mas entregando o quintúplo de conteúdo ao mesmo tempo! Também vale mencionar que as partes do 2 e 3 são muito bem utilizadas na engine desse jogo, e todas as músicas foram refeitas com o soundfont de WL4.

Falando em Soundfont, todos os CDs também mudaram. Agora são músicas legais de outros jogos, colocados apenas como um easter egg bonitinho. Dire, Dire Docks, música de Chrono Trigger, Undertale, outras coisas relacionadas ao Wario, Waluigi Pinball… e, bem, por conta do criador ser japonês, bastante música que eu nunca escutei de jogos japoneses. Dá uma vontade a mais de recolher os CDs, porque ao invés de músicas estranhas e engraçadas, são músicas bonitas e muito bem feitas, remakes de músicas que você conhece no soundfont incrível de WL4 (que eu já falei que é muito memorável).

Esse jogo foi uma experiência como nenhuma outra, e o melhor presente que um jogo como WL4 poderia receber, e também foi um bom presente pra mim. Eu dou meus parabéns ao Beco por tudo que ele fez com esse jogo, porque eu admito que duvidei que poderia ser bom nesse nível, e fico feliz por ter saído da franquia com, pelo menos, um jogo como esse, e de poder dar uma review mais otimista (antes das reviews negativas que virão).

Espero que gostem de uma review mais curta, afinal o jogo usa WL4 de base e esse jogo eu já analisei. Obrigada por terem lido, beijinhos. Feliz aniversário, Wario Land 4!

Desenho meme que eu fiz no paint não era pra ser bonito tá

WARIO SHOW YOU FUN!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s